Melhore até 20% sua performance nas Corridas com esses 4 Educativos fáceis

Tempo de leitura: 5 minutos

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Course5000London2012_1Educativo, Por que fazer?

Muito se acredita ainda que correr é calçar um par de tênis, e sair por ai, se aventurando em diferentes tipos de treinos que escutamos falar ou vimos em vídeos na internet que por vezes não possuem nenhum embasamento teórico,  talvez por isso seja muito comum se deparar com corredores e triatletas, após certo tempo de prática se queixar com a estagnação em seu desempenho, não conseguir atingir o objetivo, seja ele um tempo baixo ou uma distancia maior, além de poder aparecer àquelas indesejáveis dores e por vezes surgirem lesões.

Treinar tiros e mais tiros, longos e mais longos sucessivamente para obtenção de melhor desempenho pode ser maléfico para seu corpo, o que mais e não apresentar os resultados esperados quando não possuímos uma boa técnica de corrida ajustada, boa porcentagem da melhora de performance dos praticantes de corrida passa, além de treinos longos, intervalados ou fartleks, por sua técnica correta da corrida.

Como então aprender a correr certo? Como posso fazer para melhorar a técnica e assim aproveitar melhor meus treinos e evoluir na corrida? A resposta está na realização de exercícios educativos. Outras dúvidas podem surgir tais como: O que são educativos? Para que servem? Corredor de que nível pode executar? Calma. Iremos explicar.

Para iniciar, os exercícios educativos são para todos os níveis de corredores, do iniciante ao atleta profissional, do corredor de 100m ao ultramaratonista, do corredor do asfalto e de montanha, porém ele é negligenciado, quase não é feito e por vezes desconhecidos por corredores, e isso não pode acontecer, pois é importante e deve ser realizado por todos.

Como o nome já diz, o educativo serve para educar o movimento da sua corrida, essa educação da técnica, gera diversos benefícios ao atleta, dos quais podemos citar, o ganho em economia de corrida, que consiste em ter maior capacidade de gerar energia através do consumo de oxigênio, aumenta o equilíbrio e a coordenação motora dos corredores, aprimora a performance nos treinamentos e competições, melhora a concentração na postura e nos movimentos durante a corrida, esta melhora nos propicia manutenção da amplitude da passada para economia de energia na partida ou sprint final, controle da frequência da passada, elevação dos braços, diminuição do peso do tronco, controle da respiração e posição dos pés no contato com o solo. E com a melhora da técnica, a partir dos educativos, a chance de lesão fica bem menor.

Você deve estar se perguntando, mas quais são esses exercícios? São alguns exemplos de educativos básicos e sua funcionalidade:

  • Skipping (elevação dos joelhos):Elevação dos joelhos alternadamente em velocidade, até formar um ângulo de 90 graus com o tronco. O pé deve subir na linha da perna com a ponta do pé apontando para o solo. Fortalece os músculos da coxa, trabalha a impulsão das pernas, melhora a coordenação e aumenta a frequência da passada.

elevação alta  Dribling (elevação curta do joelho): É uma corrida rápida com uma amplitude da passada diminuída. Uma perna semiflexionada com o joelho formando um ângulo de 35 graus e a ponta do pé apontando para o solo, a outra perna estendida com o calcanhar apoiado no solo, com trabalho de braços alternados de forma rápida. Melhora a coordenação do complexo pé-tornozelo e também melhora a consciência corporal.

elevação baixaAnfersen (elevação do calcanhar): Elevação do calcanhar em direção aos glúteos, no momento em que o calcanhar tocar o glúteo o joelho deve estar apontando para o solo. Fortalece os músculos posteriores da coxa, alonga o quadríceps e também melhora a coordenação.

pé no glúteoHopserlauf (passada com salto): Como se fosse uma caminhada com ritmo um pouco mais rápido, a perna estendida dá impulso à frente dando a impressão de um salto, enquanto que a outra perna é elevada, semiflexionada a um anglo de 90 graus, com a ponta do pé em direção ao solo. Melhora a coordenação motor e a amplitude da passada.

saltoEstes exercícios devem estar no planejamento de todo e qualquer atleta, eles são utilizados com mais frequência no período básico da periodização, mas não deve ser negligenciado nas outras fases, e sua intensidade e utilização ira depender da necessidade do atleta. Eles podem ser parte do aquecimento ou do desaquecimento, podem ser incorporados no descanso de tiros e também pode ser realizado um treino em que o objetivo é única e exclusivamente a melhora da técnica a partir dos educativos.

Portanto, já se sabe que o educativo é de extrema importância e deve estar incluído no planejamento de todo corredor e triatleta, pois com ele aprimoramos a técnica e conseguimos correr mais rápido e/ou maiores distancias com mais facilidade gastando menos energia e com menos riscos de lesão que uma técnica mal feita pode nos acarretar.

Agora que você já sabe, não vai deixar de educar o movimento e assim aprimorar sua técnica e alavancar sua performance na corrida, basta querer!

Coach Marcos Paulo Pinho – Treinador de corrida

 

Comente abaixo, compartilhe sua opinião conosco!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *