Produção e Uso de Watts no ciclismo e triathlon, o que é melhor economizar potência ou melhorar seu tempo?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

INICIE AGORA MESMO CLIQUE QUERO TREINAR COM A EQUIPE

potencia no ciclismo use bem seus watts
potencia no ciclismo use bem seus watts

Algo que sempre buscamos com os treinamentos de ciclismo é melhorar nossos tempos cada vez mais, seja no ciclismo de estrada, contra relógio, planos, montanha, circuito ou nas diversas distâncias no ciclismo no triathlon, uma excelente forma de alcançar esse objetivo é através da potência, mas o que seria melhor, gerar mais potência ou economizar?

Economizar e Gerar, ambas escolhas estão certas, entenda aqui porque seria melhor para ciclistas gerar mais potência e para triatletas economizar.

Ciclistas realizam uma prova de ciclismo pronto acabou, idependente de ser uma prova de 10 ou de 200km, os triathletas realizam a prova de ciclismo e depois saem para correr, então se quiserem gerar mais potência irão perder performance na corrida ou até mesmo quebrar, especialmente em provas longas e sem vácuo como provas nas distâncias de ironman, meio ironman ( 70.3 ) e Ultraman.

Mario o que fazer? Treinar sem equipamentos e competir com equipamentos aerodinâmicos
Algo que você deve fazer é treinar como mínimo de aparatos aerodinâmicos e utilizá-los nas provas, isso sim fará uma grande diferença.

Confira essa tabela montada pelo site velonews num teste de 40km com média de 48km/h.

Os maiores ganhos foram com traje 134 segundos 2’23” e com os aerobars (clip de guidon ou clipon) 122 segundos 2’03” , em todos os ítens ocorreram ganhos, somando todos os ítens foram economizados 520 segundos ou pouco mais de 8 minutos.

Isso significa que um percurso de 40km realizado a 48km/h de média será percorrido em 50 minutos, porém, SEM todo esse ganho aerodinâmico mesmo percurso seria realizado em 58  minutos e a média horária cairia de 48 para 41km/h uma grande diferança.

Se as distâncias fossem as seguintes ficariam assim:
–   90 km – Com aparato aerodinâmico 1h 51 – 48km/h
**Jan Frodeno 2h12:37 Ironman 70.3 California 2014
–   90 km -Sem aparato aerodinâmico  2h 12 – 41km/h

– 180 km – Com aparato aerodinâmico 3h 45 – 48km/h
**Marino Vanhoenacker percorreu 180km em 4h15:24 quase 43km/h média Ironman Miami 2013
– 180 km – Sem aparato aerodinâmico  4h 22 – 41km/h

tempos

**Os triathletas citados acima, chegaram bem perto dos tempos e distâncias,  claro que todos com aparatos aero, mas cada um numa situação de vento, temperatura, altimetria específicas isso tudo exerce grande influência sobre o ciclismo.

Então eu devo ter todo o aparato tecnológico? Não se trata de ter ou não esse artigo, mais importante do que ter é entender que esses dados são de atletas profissionais de nível mundial, sendo assim vale lembrar que 2% de 1 milhão são 20000 enquanto 2% de 1000 são apenas 20, se você não melhorar o seu melhor equipamento que é seu corpo tornando-o mais forte e resistente pouco ou quase nada vai adiantar gastara uma grana com todos esses equipamentos.

Falando de melhorar gerar ou economizar vamos entender o que é potência?
Potencia é a energia produzida por unidade de tempo por cada pedalada, é representada pela formula POTENCIA ou WATTS = RPM( CADENCIA) x KgF (Quilograma FORÇA)

Se quiser entender mais um pouco de cadencia ou de potência ou watts leia esse outro artigo:
No CICLISMO o que é mais importante, CADÊNCIA de PEDALADA ou VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO?

Sendo assim vamos mostrar na prática um exemplo simples e comparativo aqui:
Um ciclista pedalando com uma cadência de 60 rpm aplicando cerca de 60kgF nos pedais gera 300 watts, se o mesmo ciclista alterar sua cadência para 90 rpm continuará gerando os 300 watts porém a força necessária será de apenas 35 KgF nos pedais, no segundo exemplo está usando menos força para gerar a mesma potência sendo mais eficiente.

Resumindo…
– Diferenças em treinar com ou sem equipamentos aerodinâmicos as grandes diferenças que podem ser de até 37 minutos numa prova de 180km

– O melhor é treinar com equipamentos menos benefícios aerodinâmicos para que nas provas os benefícios aerodinâmicos ajudem a ganharmos performance ou tempo ou ainda economizar energia

– De nada adianta ter o melhor equipamento do mundo se você não sabe usar ou não consegue utilizar e extrair o melhor deles, então treinar muito é a melhor coisa e depois ir adquirindo equipamentos a medida que for melhorando

– Diferenças entre ciclistas e triathletas, ciclistas podem dar o máximo gerar cada vez mais potência para baixar seus tempos, já o mais prudente para os triatletas é economizar os watts de potência para fazer o mesmo percurso se desgastando menos e saírem inteiros para correrem da melhor forma a ultima modalidade de um triathlon, seja short ou um ultraman.

Espero ter ajudado pessoal, boas escolhas na hora de poupar ou gerar mais watts no ciclismo, gostou do artigo compartilhe com os amigos ciclistas e triathletas, curta me dê um feedback aqui nos comentários abaixo!

Acompanhe-nos também em:
 https://www.facebook.com/OTREINO
 https://www.twitter.com/OTREINO

Saudações!
Mario Jorge Hilarino – Facebook | Linkedin | Portal Administradores
Coach
Técnico de Triathlon CBTri
Fundador e Treinador da OTREINO Assessoria Esportiva
Treinador Campeão estadual por Equipes de Triathlon no RJ 2013 e Vice Campeão 2014
Treinador Equipe 3ª colocada nas Maratonas Aquáticas da Federação Aquática RJ
Treinador Equipe Top 10 no FTERJ e FARJ desde sua primeira participação Fundador do www.supremocoaching.com.br

INICIE AGORA MESMO CLIQUE QUERO TREINAR COM A EQUIPE

Comente abaixo, compartilhe sua opinião conosco!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *