🔴 SOBRE O TRIATLETA QUE MORREU Natação no Mar e Triathlon com Segurança

Tempo de leitura: 7 minutos

2 Flares Filament.io 2 Flares ×
Amigos este texto ficou um pouco longo, mas leia por favor com atenção e compartilhe com todos que conhece que praticam uma atividade ao ar livre como natação no mar, triathlon, mergulho, vela kitesurf etc.No ultimo domingo um triathleta faleceu em uma prova e isso foi veiculado demais pela midia com muitas informações que tiveram variações, eu não estava na prova e nem a nossa equipe OTREINO mas quero falar aqui a respeito deste atleta e algo que ele fez ou deixou de fazer.
Em fevereiro de 2014 uma pessoa chamada Gerson Fernandes me contatou pelo facebook para treinar conosco pelas referencias que temos como equipe bi campeã de triathlon e todos os outros resultados com as maratonas aquáticas, mas o mesmo não continuou o contato.Em maio de 2015 nos contatou novamente pelo facebook querendo treinar mas informando que corria fazia 2 anos, nadava pouco e pedalava bem pouco, mas não tinha muito tempo para treinar.
Em novembro de 2016 o Gerson Fernandes novamente me contatou mas agora através do whatsApp agora por indicação do fisioterapeuta de minha filha que fora seu colaga de trabalho e de profissão para treinar conosco, aprender técnicas de mar, e triathlon, pois bem, no inicio da conversa relatou que tinha sofrido em outubro de 2015 um acidente que inclusive o fez andar de muletas mas noa passou mais informações soube através de seu colega que me indicou que ele teria sofrido um atropelamento e um traumatismo craniano derivado deste acidente.Essa conversa continuou e em dezembro estava viajando onde pelo whatsapp ele informou que iniciaria em janeiro treinar conosco, mas não foi treinar em janeiro e durante o mês de janeiro tivemos varias conversas a respeito dos treinos onde ele informou que iria apenas no primeira semana de fevereiro e que inclusive tinha comprado um rolo de treinos mas que estava difíciil de usar a sapatilha porque era difícil de equilibrar. No dia 04/02/2017 sábado ele foi treinar conosco fez experimental de corrida onde nosso treinador de corrida o avaliou a sua técnica como muito boa e condicionamento, em treinos que tinha feito em dezembro e me enviado o mesmo tinha corrido 10km pra 4:40 min/km aproximadamente.Ao entrar no mar num dia de mar relativamente calmo apenas balançando um pouco o mesmo se mostrou afobado, com uma tecnica extremamente debilitada e um condicionamento insuficiente para qualquer prova ou travessia a partir de 200 metros.Ao final da minha avaliação informei que ele não estava preparado pelas técnica, afobação e condicionamento físico e pela indisponibilidade dele treinar conosco de forma regular e constante no mar eu estaria devolvendo o dinheiro dele e a minha sugestão é que ele procurasse uma piscina para treinar por volta de 3 meses para melhorar a sua técnica e aumentar seu condicionamento físico e a partir deste momento poderia vir para o Rio por 1 x na semana ou duas vezes no mês que conseguiriamos aprimorar a sua técnica para natação em águas abertas e mar e que normalmente em 4 treinos ele estaria confortável no mar, levando em conta que esta é nossa estátística com pessoas com medo e sem medo do mar baseada em nossa metodologia de treinos, devolvi o seu dinheiro e me mantive a disposição dele, mas o mesmo noa contataou mais.

🔴 Mas dei uma outra orientação a ele, que ele não participasse da etapa do Rio Triathlon de 26/03/2017 por todos os motivos possíveis, mas especialmente pela segurança propria e de outros participantes, pois quando uma pessoa entra em pânico contagia as outras, quando uma pessoa precisa ficar na superfície pra respirar pega a primeira coisa ou pessoa que estiver por perto para emergir e respirar.

🔴 Agora caro leitor atleta iniciante ou experiente, quero chamar sua atenção a alguns pontos importantes, o mar no local e dia da prova estava super tranquilo, raso e água super agradável, muita gente inclusive devem ter varios leitores aqui que nadaram neste mar mas imagine se a agua estivesse gélida?

E se o mar estivesse com correnteza, e se o mar estivesse com ondas?
Não digo tissunamis digo ondas medias?

Tipo meio metro de altura, isso já faria muita gente desistir, nadar em piscina é diferente de lagos que é difeente de rios que é diferente de mar, no mar temos mais riscos, mas todo risco é gerenciável, inclusive ensinamos nossos atletas a tomar a decisão de muitas vezes não entrar no mar.

Nestas fotos aqui abaixo por exemplo, é um dia de nosso treino de natação no mar  em dia de mar médio mas não grande, existem treinos de natação no mar que realizamos com com o mar muito maior que essas fotos aqui, graças a Deus que nos inspira a estudar pesquisar e ensinar como entrar, sair e se mater com segurança no mar.

Nunca tivemos um acidente sequer e nunca tivemos nenhuma desistência nem mesmo em provas duras e com mar grande como a de março de 2016 no Rei e Rainha do mar que estava gigante o mar do Leblon, esses resultados positivos são por conta de treinamento e repetição exaustiva de fundamentos importantes para a segurança.

OTREINO de natação no mar  agosto de 2011 com mar tamanho médio
OTREINO de natação no mar agosto de 2011 com mar tamanho médio

883843_441071955975449_977368724_o892890_441071959308782_1497459709_o

🔴 Uma oura questão que quero ressaltar aqui é que cada especialidade tem o seu profissional, digamos que você precisa fazer um canal em seu dente, ou uma cirurgia bariatrica, ou então construir uma casa, pitar ou ainda reformar os móveis de sua casa, para cada uma destas necessidades há um profissional específico e que até podem trabalhar unidos para que o cliente obtenha o melhor resultado, então meus queridos, nadar no mar é a mesma coisa, qualquer treinador de mar consegue ministrar treinamento em uma piscina, mas não são todos treinadores de piscinas, aliás pouquissimos que minsitram treinos com segurança no mar, e com essa afirmação não estou desmerecendo os treinadores de piscina, apenas estou mostrando a diferença de especialidades, se ainda dúvida pegue um guarda vidas do Rio de Janeiro e mande ele entrar em qualquer mar, lago ou rio e pegue um guarda vidas de um local como Jurerê, Piçarras, ou outro balneário e tranquilo e mande entrar no mar do Rio de Janeiro, há uma diferença enorme!Piscina é um ambiente controlado, cansou? Segura na borda, coloca os pés no chão ou segura no quebra ondas.Esqueceu de comer algo? Vai ali no armario e pega um gel ou na cantina e toma um guaraná natural que regulariza a glicemia.Ta com raios? Saiam todos rapidinho o ambiente é diferente

Masssssss, não fique com medo, respeite a natureza e sua força e apenas busque orientações com profissionais e comprovadamente experientes!

E o mais importante de tudo, não faça apenas um treininho antes de uma prova, treine de verdade se habitue ao mar antes de encarar, pode ser que no dia o mar esteja super tranquilo como estava no dia do rio triathlon que aconteceu o óbito ou pode ser que esteja um mar maior e aí como é que faz?

Peço encarecidamente que compartilhe com os colegas, treinadores compartilhe com seus atletas esta informação que pode inclusive torná-los mais conscientes e com isso todos terão mais segurança.

Comente abaixo, compartilhe sua opinião conosco!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *